Olá, caros amigos!

Começa aqui um novo capítulo de Terapia!

“Ué, mas e a página anterior? Perdi alguma coisa? Cadê o terapeuta em casa?” Bom, amigos, teremos que esperar mais um pouco antes de voltar a espiar a vida do nosso caro terapeuta. A ideia é ter um interlúdio fechando todo capítulo (ou seria abrindo o novo…?), e nesse momento teremos algo um pouco diferente.

Gostaria de agradecer aqui meu amigo e ilustrador extraordinário Caio Yo, que me emprestou sua série de brushes para que eu pudesse dar o efeito do rapaz nessa página. Não teria ficado tão legal só com o traço solto e desconstruído. Caião, muito obrigado!

As frases que acompanham a página são versos do blues “I can’t be satisfied”, do mestre Muddy Waters. Numa busca rápida, já encontrei versões dos Stones e do Greg Allman, então, por favor, procurem, conheçam!