Petisco

Mitologia Grega Cyberpunk

Nova Hélade - Jean Okada.

Nova Hélade é uma história em quadrinhos que comecei a escrever há mais de 10 anos atrás. Já estou trabalhando há tanto tempo em Nova Hélade, que seu cenário se tornou, modéstia à parte, incrivelmente rico e detalhado. Aliás, Nova Hélade começou simplesmente como um cenário. Eu não tinha nenhuma história em mente quando o criei. Mania de errepegista de pensar primeiro no cenário pra depois pensar na história. Inclusive, algum dia ainda quero ver se publico um de Nova Hélade (mas antes, é claro, eu tenho que publicar ao menos o primeiro arco de histórias).

Aliás, a ideia do cenário de Nova Hélade partiu de um RPG. Na época eu costumava jogar muito , que é um RPG cujo cenário é uma mistura de e . Nele você podia ter personagens como um elfo hacker que solta magia e possui implantes cibernéticos (doideira, não?). Então eu comecei a criar um cenário baseado em ShadowRun, mas que ao invés de utilizar os elementos da mitologia nórdica, utiliza-se os elementos da mitologia grega, pois eu sempre curti mais essa última (não é à toa que me tornei um historiador helenista). A ideia do cenário seria então substituir figuras nórdicas como elfos, anões e fadas por figuras helênicas como centauros, sátiros e ninfas. A partir disso, comecei a pensar em novas roupagens pros deuses, heróis, e demais figuras mitológicas gregas. Como seria , o mensageiro dos deuses, em um mundo dominado pela tecnologia da informação? – perguntas como essas começaram a pulular pela minha mente. E conforme eu fui respondendo-as, um universo inteiro estava sendo construído.

Certo, eu tinha um cenário, mas ainda não tinha uma história. E como minha ideia principal era fazer uma HQ, de nada adiantava um belo cenário sem uma boa história. Então pensei em quem poderia ser meu personagem principal. E a resposta veio rapidamente; . Não só porque é um dos meus heróis gregos favoritos, mas também porque o seu mito é um dos mais conhecidos, então seria fácil para o público leitor se identificar com ele, e assim adentrar ao universo de Nova Hélade.

Mas a história de Hércules não é a única que pretendo abordar. Através da história dele, diversas outras histórias paralelas serão contadas. Aliás, como eu já disse, o universo de Nova Hélade é tão grande, que minha ideia é transformá-lo em “open source” através da licença Creative Commons, como fiz com o Homem-Grilo, e permitir que qualquer um o utilize para criar novas histórias. Ver Nova Hélade sobrevivendo além de mim será uma grande felicidade e uma recompensa por tantos anos de trabalho. Mas por enquanto isso é apenas um sonho, há ainda muito trabalho pela frente para que ele se torne realidade.

Então, de volta ao caderno de roteiros. =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *