La Llorona

Não sei se muitos dos nossos leitores se questionou de onde veio a imagem da mulher deformada que aparece na primeira parte do capítulo e na página 09 (até agora), aliás essa era uma coisa que eu gostaria de ter feito desde o começo, acompanhar a criação e referências que tem nas páginas. Então vou começar com essa em especial, que é a lenda da Llorona.

A primeira vez que eu ouvi falar, era uma lenda mexicana de uma mãe que enlouquecida mata seus filhos afogados, e sempre busca seus dois ñinos em crianças que vagam pela noite a beira de rios. Mas com o tempo eu descobri que é uma lenda que se espalha por toda Améria espanhola, bem como na Espanha.

La Llorona.

A maioria delas conta a história de uma jovem mulher indígena (ou pobre) que se encanta por um rico Espanhol, que faz filhos com ela (de um a três, conforme a localidade). Porém ele não pode se casar com ela e se casa com uma nobre espanhola, seja ela na América mesmo ou ele indo para a Espanha para se casar. A mulher então enlouquecida mata seus filhos afogados (ou apunhalados). Porém, ao notar tal atrocidade, ela se mata e sua alma vaga eternamente buscando seus filhos mortos. Existem relatos disso na Cidade do México, como em Barcelona.

La Llorona.

Essa história me apareceu depois de muitos anos em uma revista da Batwoman e me fez relembrar a história que ouvi quando criança. Por isso quando pensei na Beladona, quis trabalhar com essa lenda como primeira de todas.

Eu não quis colocar exatamente a Llorona, além de termos nos encontrado eu e o Denis e combinado para fazer essa história na Rio Comicon, na estação Leopoldina, quis fazer essa ligação e referência nas nossas vidas também. Por isso, o nosso espírito, mata seu filho em uma estação de trem.

Estação Leopoldina.

Quando fizemos a personagem eu pedi para o Denis desenhar uma mulher que chora pela eternidade por ter matado seu filho, seu bebê, e que por isso mesmo, tenha o rosto deformado. Eu gostei muito de como ficou e vocês?

Ah, e para quem quiser, os Estadunidenses fizeram um filme sobre essa lenda. Eu não assisti, mas quem estiver interessado, abaixo está o trailer. E quem já assistiu e quiser dar sua opinião aqui no blog, seja bem vindo!