Chegamos ao fim de mais um capítulo de Terapia! Essa foi uma jornada surreal e cheia de significados e easter-eggs, não foi? Esperamos que vocês tenham gostado muito. 00

Essa página revisita um tema que abordamos lá atrás, no Capítulo 1, quando o Garoto finalmente entende que, fora do Blues, chove o tempo todo. Lembram? Agora, com as coisas cada vez mais entendidas, nosso amigo sente a chuva parando. Claro, é simbólico. Claro, são metáforas. E claro, funciona muito bem. Adoramos a ideia de que uma tempestade interna está acalmando tornando-se uma garoa, e logo, esperamos, ela cessa.

Pode voltar a chover ocasionalmente, como em nós também chove. Mas a tempestade constante passou.

Compare as duas páginas abaixo! Dá pra ver claramente a evolução do traço e das cores. Usamos a mesma diagramação, mas espelhada.

Comparação

Compare o layout, narrativa e tema das duas páginas.

Outra coisa pra se perceber é que esse capítulo teve os fundos das páginas praticamente tomados por um céu nebuloso, pesado e escuro. Volte para ver nas páginas anteriores e perceba, inclusive, a predominância do azul e do cinza na maior parte das páginas, ocasionalmente adornados por molduras amareladas. Na página anterior, 141, temos o céu nebuloso dando espaço a um céu amarelado, mais quente. Como se o sol estivesse abrindo seu caminho entre as nuvens pesadas e frias. E, nesta última, já de volta ao consultório, vemos que o céu nebuloso gradualmente some enquanto a chuva do Garoto enfraquece.

E aproveitando que o assunto é chuva, que tal ler uma outra HQ? Essa é uma história da série Pieces, de autoria do Mario, que foi publicada na antologia independente americana Negative Burn e na Café Espacial, no Brasil, ambas em 2008. Ela foi republicada em 2014 como parte da reedição de Pieces 1, no Mais Gibis, e recentemente, no Social Comics.

Acompanhe por este link, gratuitamente, no Porção Extra do Petisco.