É hora de acordar.

Eu aposto que vocês sabem qual é o som que embala essa sequência… E como ela tem mais de uma versão, vamos ficar hoje com a versão original, do grande Gary Moore. Particularmente, essa música me marcou muito, e acho uma das declarações mais melancólicas do blues/rock.

Ao vivo, em Montreux, 1990.

Gary Moore faleceu em 2011.